Datas: de Estação Agrária/Avisos:
Texto:
07-09-2018
MACIEIRA, Mosca-da-fruta: Ainda não foram intercetados adultos de mosca-da-fruta nas armadilhas instaladas nos postos de observação. Atendendo a que as condições meteorológicas se encontram favoráveis ao seu desenvolvimento aconselhamos (...) OLIVEIRA, Mosca-da-azeitona: Observámos um aumento do número de adultos nas armadilhas e, nas variedades mais sensíveis, frutos picados, com ovos e larvas vivas, acima do Nível Económico de Ataque.
27-07-2018
MACIEIRA, Bichado da Fruta :Aconselhamos a realização de estimativa de risco. Observe 20 frutos por árvore, em 50 árvores na bordadura e interior do pomar e se contabilizar entre 5 a 10 frutos atacados, renove o tratamento assim que terminar persistência do anterior. OLIVAL, Traça da oliveira: As capturas da traça da oliveira encontram-se muito baixas na região. Nesta fase, o ataque da traça é dirigido apenas aos frutos.
16-07-2018
Vinha, Mildio: Registamos um forte ataque de míldio um pouco por toda a região. A humidade noturna, forte e persistente nas folhas e cachos, favorece o aparecimento de infeções secundárias. Em vinhas onde haja manchas renove o tratamento para míldio com um produto de ação curativa que contenha cobre na sua composição. Este tratamento deve atingir bem os cachos.
03-07-2018
VINHA, Míldio: Têm sido observadas manchas de míldio em muitas vinhas da região. A forte precipitação sentida nalguns locais, associada a um forte crescimento da vinha poderá ter afetado a eficácia do último tratamento, podendo surgir novas infeções no cacho. Nos locais onde ocorreu forte precipitação ou onde haja manchas de míldio
21-06-2018
VINHA, Míldio: As chuvas ocorridas encontraram a vinha muito próximo do fim da proteção conferida pelo último tratamento recomendado. Podridão negra/ Black rot: A vinha ainda se encontra numa fase de grande sensibilidade a esta doença. MACIEIRA, Pedrado: As chuvas ocorridas provocaram a lavagem do produto de contacto aplicado. O risco de infeções mantem-se elevado
12-06-2018
VINHA, A precipitação verificada desde o início do mês foi suficiente para lavar todos os produtos com ação de contacto aplicados. Encontramo-nos na fase de floração (grande sensibilidade a todas as doenças). MACIEIRA, Pedrado: A chuva ocorrida provocou a lavagem de produto e prevêse o aparecimento de novas machas de pedrado a partir de 17 de junho.
30-05-2018
VINHA, Míldio: A maior parte das vinhas da região está a começar o período de floração, de grande sensibilidade a míldio. Black-Rot: As duas semanas após o início da floração constituem o período em que a produção se encontra mais suscetível aos ataques de podridão negra. MACIEIRA, Pedrado: O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê continuação de tempo instável. Deste modo, aconselhamos a renovação de tratamento com produto de contacto.
21-05-2018
VINHA, Míldio:Já foram observadas as primeiras manchas de míldio. As chuvas previstas irão encontrar a vinha no limite da proteção conferida pelo último tratamento, podendo dar origem a novas infeções. MACIEIRA, Pedrado: Devido às condições meteorológicas e face ao elevado risco da ocorrência de infeções primárias e secundárias, recomendamos a proteção do seu pomar.
07-05-2018
VINHA, Míldio: As trovoadas registadas, nalguns locais da região, provocaram precipitação superior a 10 mm. Esta condição, associada à fenologia da vinha (...) e temperatura mínima igual ou superior a 10ºC, irá desencadear infeções de míldio da videira. MACIEIRA, Pedrado: Já foram observadas manchas de pedrado nalguns pomares da região. PESSEGUEIRO, Lepra do pessegueiro: Aconselhamos a proteção da cultura uma vez que as condições continuam favoráveis à doença.
24-04-2018
VINHA, Oídio: Recomenda-se a realização de tratamento para o oídio da videira à medida que a vinha for atingindo a fenologia Folhas livres (...) MACIEIRA, Pedrado da Macieira: Face à previsão de ocorrência de precipitação a partir do próximo fim-de-semana e aparecimento de novas manchas de pedrado.