Boletim/Aviso Circular 04/18 11-04-2018

MACIEIRA

Pedrado

Recomendamos a proteção imediata do seu pomar, pois a precipitação ocorrida tem condicionado a eficácia e a realização de tratamentos fitossanitários. Nesta fase, os pomares encontram-se a descoberto e a maioria das variedades no estado C3-D. 

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê a continuação de tempo instável. A confirmar-se esta previsão o risco será elevado devido ao estado de maturação das pseudotecas. A partir do final da próxima semana também se prevê o inicio do aparecimento das primeiras manchas de pedrado, em particular, nas variedades mais precoces que se encontravam desprotegidas nos períodos de infeção ocorridos antes e após a Páscoa. Face a estas condições e atendendo a que o período de aparecimento de manchas irá prolongar-se durante vários dias, recomendamos a repetição do tratamento após 8 dias de forma a manter o pomar sempre protegido. 

Consulte a lista de produtos enviada na Circular anterior à qual acresce a substância ativa cresoxime-metilo+difenoconazol o produto comercial Colombo.


VINHA

Escoriose (americana e europeia)

As baixas temperaturas registadas condicionaram a evolução fenológica da vinha, mantendo-se assim o recomendado na Circular anterior.


PESSEGUEIRO

Lepra do pessegueiro

Continue a manter a cultura protegida, enquanto se mantiverem as condições favoráveis ao desenvolvimento da doença.


CEREJEIRA

Moniliose, Crivado e Cilindrosporiose

A chuva persistente favorece a instalação destas doenças. Nas variedades que se encontram no inicio da floração recomenda-se a aplicação de um fungicida e se ocorrerem períodos de chuva durante a queda das pétalas, aconselhamos a sua renovação. 

No verso da Circular constam os fungicidas homologados para a cultura e opte por um produto que controle em simultâneo as doenças visadas.


BATATEIRA

Míldio

As condições meteorológicas são favoráveis à instalação e ao desenvolvimento de míldio na batata temporã. Recomenda-se a realização imediata de um tratamento. 

A plantação da cultura e a adoção de medidas preventivas têm um impacto bastante positivo no controlo dos dois principais inimigos da cultura, Míldio e Traça-da-batata, sendo aconselhável o seguinte: 

  • Fazer uma rotação de culturas adequada; 

  • Utilizar batata-semente certificada; 

  • Evitar o excesso de adubação azotada; 

  • Manter uma boa drenagem do solo; 

  • Plantar em compassos mais largos para melhorar o arejamento; 

  • Escolher variedades de tuberização mais profunda; 

  • Aumentar a profundidade de plantação; 

  • Manter uma boa amontoa durante todo o ciclo da cultura.


De forma a preservar a atividade dos insetos polinizadores evite a aplicação de produtos fitofarmacêuticos durante a floração. Sempre que recorra à sua utilização certifique-se, no balcão de venda autorizado e pela leitura do rótulo, que o mesmo não é tóxico para as abelhas.


Consulte o Boletim no Serviço Nacional de Avisos Agricolas:
Ainda Não Disponível